Assembleia SESI/SENAI – 19/03

Professor e professora defensores da nossa pauta de reivindicações

A diretoria da FEPESP e dos nossos sindicatos associados estão negociando com os representantes do sistema SESI/SENAI nossa pauta de reivindicações. Como foi decidido nas assembleias, propomos a manutenção de vários itens do último acordo coletivo, e itens novos, importantes, além da melhoria de várias cláusulas – bem como o reajuste justo de 15% nos salários. Mas você sabe, nada será conquistado gratuitamente.

O melhor argumento que temos para garantir o que pedimos – que é o que consideramos justo – é a ação de cada professora e de cada professor nas reuniões convocadas pelos sindicatos associados e também no seu dia-a-dia na escola.

Praguinha” da campanha salarial – pegue o adesivo com o diretor do seu sindicato e coloque o adesivo em local visível a todos da escola: sala de professores, local de passagem dos docentes, no poste em frente à escola, na lanchonete, no ponto do ônibus.

Sala de professores – leia este boletim junto com os demais professores. Entenda os pontos principais de nossa pauta de reivindicações.

Bexigas! – use seu fôlego na campanha: os sindicatos estão distribuindo os balões de campanha, pegue os seus, encha com sua energia e mostre a adesão da categoria.

Zap! – tem uma lista de colegas no seu comunicador de mensagens? Tire uma foto com a ´praguinha´, envie para sua rede.

Organizar caravanas - prepare-se para se reunir com seus colegas e atender às convocações do seu sindicato, para manter a pressão junto ao SESI e ao SENAI.

Compareça à Assembleia do dia 19 de março – sem a movimentação do professor, o SESI/SENAI não negociam nada. Avise seus colegas e vá a assembleia do sábado, dia 19 de março, às 8h30, na rua General Glicério, 808 - Centro de Santo André.

Sindicatos na Justiça para garantir nossa data base

Nossa data base para o reajuste salarial sempre foi o dia 1º de Março - mas, desta vez, o SESI e o SENAI tentaram passar a perna e se recursaram, na mesa de negociações, a reconhecer essa data. Se o Sindicato não faz nada e a negociação se arrasta por má vontade patronal, poderíamos perder meses de reajuste. Mas não deixamos barato. Esta semana os Sindicatos entraram com uma ação no Tribunal Regional do Trabalho, e essa ação assegurou nossa data-base. Ponto! O que conquistarmos nesta campanha valerá retroativamente desde o 1º de março.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar