Reunidos em assembleia na última sexta-feira, 13, cerca de 10 mil professores estaduais aprovaram a greve por tempo indeterminado por emprego, salário, condições de trabalho e água para todos.

Entre as principais reivindicações da categoria estão:

* Aumento de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior, rumo ao piso do DIEESE para PEB I com jornada de 20 horas semanais de trabalho;

* Pela implantação da jornada do piso;

* Nova forma de contratação dos professores temporários, com garantia de direitos, sem "quarentena" ou "duzentena";

* Fim do fechamento de classes; reabertura das salas fechadas;

* Desmembramento das salas superlotadas;

* Aumento dos vales transporte e refeição;

* Pela transformação do bônus em reajuste salarial;

Na próxima sexta-feira (20/03) a categoria realiza assembleia estadual no vão livre do MASP


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Mais Lidas