21 / 1
Campanha Salarial 2019 PDF Imprimir E-mail
Destaque
Sex, 09 de Novembro de 2018 12:57

celsoDevemos nos mobilizar para defender nossos empregos e ampliar as conquistas salariais e sociais”.

2018 foi um ano difícil para todos e em diversos segmentos: político, econômico e social. Ano de grandes acontecimentos com lutas, vitórias, conquistas e fracassos. Na avaliação de nosso setor, podemos destacar que a campanha salarial dos professores do ensino privado de São Paulo foi uma grande conquista, apesar das dificuldades que se instalaram no decorrer do caminho.

Depois de uma campanha salarial que se estendeu por cinco meses de negociação, saímos vitoriosos. No entanto, já estamos nos preparando para 2019, e ao que tudo indica, pelo atual cenário político do país, as negociações serão difíceis. Temos que nos preparar para enfrentar a batalha em defesa do emprego, salário e ampliação de nossas conquistas.

O Sindicato dos Professores do ABC em conjunto com os sindicatos integrantes da Federação dos Professores do Estado de São Paulo, estão organizando com antecedência a campanha salarial 2019. No final de outubro foram realizadas assembleias em todos os Sinpros para discutir a pauta de reivindicações, no sentido de avançar e modernizar nossa Convenção Coletiva de Trabalho, conforme avalia Celso Napolitano, presidente da Fepesp. "Vamos blindar nossas convenções contra tentativas de implantar o trabalho intermitente, a terceirização, a pejotização dos professores. Vamos discutir a 'hora tecnológica', que é o tempo em que os professores se dedicam ao trabalho via meios eletrônicos e que os colocam à disposição da escola 24 horas por dia. As escolas já se preparam para se atualizar, aumentando suas mensalidades - vamos também atualizar e modernizar nossos direitos nesta campanha", afirmou Napolitano.

Nossas Reivindicações:

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo protocolou no dia 06 de novembro no sindicato patronal do Ensino Básico e no Sesi/Senai as pautas de reivindicações consolidadas a partir dos resultados das assembleias dos sindicatos no dia 20 de outubro.

As principais reivindicações são:

  • Convenção coletiva válida por dois anos – 2019/2020.
  • Manutenção da data base – 1º de março.
  • Reajuste com base na inflação do período + 50% do índice de aumento real.
  • Pagamento de PLR ou abono especial – 24% em 2019 e 24% em 2020.
  • Pagamento de horas extras e hora atividade.
  • Manutenção de outras cláusulas econômicas.
  • Manutenção das cláusulas sociais.

A boa notícia é que, na ocasião da entrega, garantimos tanto a manutenção da data-base das categorias, em 1º de março, como também obtivemos o comum acordo que permite o recurso à Justiça do Trabalho no caso de impasse nas negociações.

Foram ainda marcadas as datas das primeiras rodadas de negociação: 27/11 com Sieeesp (Educação Básica) e 04/12 com Sesi/Senai.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar