A FEPESP – em diálogo com o Comitê Metropolitano de Educação Integral da RMC, durante a Reunião Ordinária realizada em 27 de outubro de 2015, no Auditório do CEFORTEPE - “Centro de Formação, Tecnologia e Pesquisa Educacional Prof. Milton de Almeida Santos”, Campinas - SP, a MOÇÃO DE REPÚDIO CONTRA O FECHAMENTO DAS CLASSES DE ENSINO INTEGRAL DO SESI-SP.

O Comitê Metropolitano de Educação Integral da RMC, órgão de natureza técnica, propositiva, mobilizadora, consultiva, de assessoramento e acompanhamento de ações e questões inerentes à Educação Integral, por decisão da Reunião Ordinária realizada em 27 de outubro do ano corrente, manifesta à sociedade em geral sua posição contrária ao fechamento de classes de ensino integral do 2º ciclo do ensino fundamental das escolas do SESI-SP. Tal posição respalda-se:

a) na compreensão de que a ampliação da oferta de ensino integral é meta prevista na LEI Nº 13.005, DE 25 DE JUNHO DE 2014, Plano Nacional de Educação - PNE.

“Meta 6: oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% (vinte e cinco por cento) dos (as) alunos (as) da educação básica. ”

b) que tal meta se repete na grande maioria dos Planos Municipais de Educação aprovados recentemente pelos municípios brasileiros;

c) que a educação integral tem se mostrado uma experiência exitosa no atendimento das crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social;

Destinatários: Federação das Industria do Estado de São Paulo – FIESP e Serviço Social da Industria - SESI

Dirigido à: Coordenador do Comitê Metropolitano de Educação Integral da RMC

LUIZ CARLOS CAPPELLANO

EDUARDO CEZAR DA SILVA

Diretor da FEPESP


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Mais Lidas