O Sindicato dos Profissionais das Escolas Particulares de Londrina e Norte do Paraná –

Sinpro Londrina – encomendou um programa de computador que contabiliza todas as

horas que os professores ficam online trabalhando para a instituição de ensino onde

lecionam. O nome da ferramenta é auto­explicativa: PVP ­ PONTO VIRTUAL DO

PROFESSOR.

O objetivo é dar subsídios ao professor para que ele cobre judicialmente este tempo, já

que a maioria absoluta das instituições não pagam por esse trabalho extra, normalmente

enquadrando­o como “hora atividade”. Isto é um erro, segundo o presidente do Sinpro

Londrina, André Cunha. “A hora atividade é aquele tempo em que o professor prepara

suas aulas, corrige provas, etc. Essas horas online a que nos referimos, e que o PVP vai

contabilizar, são atividades extras que a instituição cria e quer que seus professores as

desempenhem sem remuneração”, explicou André.

Entre essas atividades estão a alimentação do site da instituição com conteúdos de

apoio aos estudantes, lançamento de notas de provas, aulas de reforço, respostas a

coordenadores e diretores, e até mesmo chat com alunos. Tecnicamente, o lançamento das notas dos alunos deveria ser feita por outros profissionais, e, mesmo que fosse pelo professor, ele somente poderia fazer isso em seu horário de aula normal, e não fora da sala de aula. O mesmo ocorre com e­mails enviados pela escola. O professor não é obrigado a abrir seu e­mail e responder fora de seu horário de trabalho, em uma palavra, o professor não pode ficar à disposição da escola em tempo integral sem ser remunerado por isso.

O PVP foi criado para corrigir estas distorções.

COMO FUNCIONA O PVP

O PVP entra em ação todas as vezes que o professor loga no site de sua escola, isto é, quando entra no sistema restrito da instituição e começa a realizar atividades nele.

Ecomo o PVP o identifica? O programa já tem em sua base de dados, um cadastro de

sites de instituições de ensino público e privadas. No entanto, caso o professor não

encontre o link de sua escola lá, ele mesmo deve cadastrar os links, lembrando que

algumas escolas têm mais de um ambiente online.

O passo a passo é este: 1) Baixar o programa no site do Sinpro Londrina

(www.sinprolondrina.com.br); 2) Verificar se sua instituição de ensino está cadastrada na

base de sites que o programa já possui; 3) Em caso negativo, cadastrar o site de sua

escola; 4) Acionar o PVP para contabilizar o tempo; 5) Logar no site da escola e realizar

algumas atividades; 6) Verificar se o PVP está gerando relatórios. 7) Ao sair do site da

escola, parar o PVP. Os relatórios ficarão registrados.

O PVP para automaticamente de funcionar após cinco minutos sem atividade do professor.

RESULTADOS COM O PVP

O Sinpro Londrina vem experimentando um bom resultado com o PVP já que muitas escolas já

começaram a diminuir o trabalho online de seus professores e o transferiram para suas secretarias, diminuindo sensivelmente o estresse que os docentes têm com a enxurrada de trabalho extra que a escola cria para eles. “O medo de enfrentar ações trabalhistas e terem de indenizar as inúmeras horas que o professor trabalha fora da sala de aula, tem feito as escolas mudarem de estratégia e tirar das costas dos docentes o trabalho que elas é que precisam fazer, ou remunerar alguém para fazê­lo”, finalizou André Cunha.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Mais Lidas