11 / 12
Intensificar a Comunicação PDF Imprimir E-mail
Geral
Qui, 23 de Novembro de 2017 12:33

23795515 1639313526127031 8627122909878633533 nSinpro ABC quer melhorar a comunicação com os docentes e participa do 3º Encontro Estadual de Comunicação da CUT São Paulo

  • Mudar a forma de comunicação sindical, saindo da posição oficial da instituição e diretores, focando nos filiados (as).
  • Realizar pesquisas junto aos trabalhadores para conhecer melhor a base e seus anseios.
  • Ampliar o foco das notícias, dando mais espaço às informações de cultura, esportes, lazer e entretenimento.
  • Divulgar as informações de forma mais positiva e bem humorada.
  • Reformular os sites para que sejam mais atrativos e fáceis de manuseio.
  • Unificar as informações de interesse da classe trabalhadora num único portal, para facilitar o acesso.
  • Sair do “sindicalês” e simplificar a linguagem para que seja objetiva e de fácil compreensão dos trabalhadores.
  • Dar visibilidade aos movimentos dos trabalhadores em todo o País.
  • Utilizar de forma adequada e eficiente as redes sociais.
  • Produzir conteúdo com programas audiovisuais, ampliando os canais de comunicação.

Estas foram as propostas para melhorar a comunicação sindical com a base e seus associados e associadas, definidas no terceiro Encontro Estadual de Comunicação da CUT São Paulo, que foi  realizado nesta quarta-feira (22), na sede do Sindicato dos Bancários, no centro da capital paulista.

O encontro reuniu diretores e jornalistas dos departamentos de Imprensa dos sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores, entre eles, o Sindicato dos Professores do ABC (Sinpro).

Durante a programação foram realizados diversos debates sobre a atual conjuntura política no País e formas de melhorar o processo de comunicação entre as entidades sindicais e seus associados.

Participaram do encontro, o presidente da CUT São Paulo, Douglas Izzo, o diretor de comunicação da CUT Nacional, Roni Barbosa, a coordenadora do Fórum Nacional de Democratização , Renata Mielli, o professor doutor Dennis de Oliveira, chefe do departamento de jornalismo e editoração da ECA/USP, o diretor de jornalismo da TV dos Trabalhadores (TVT), Luiz Parise , o diretor de Tecnologia da Informação da TVT, Maurício Júnior e o editor/âncora da Rádio Brasil Atual, Glauco Faria.

De acordo com Roni Barbosa, diretor de comunicação da CUT Nacional, a partir da retirada de direitos da classe trabalhadora e o fim da contribuição sindical, os departamentos de comunicação dos sindicatos terão que fazer muito mais com muito menos. “A CUT possui hoje sete milhões de filiados, o nosso desafio é unificar a comunicação sindical levando a todos os informes de interesse da classe trabalhadora. Nesse processo poderemos desenvolver uma troca de experiências inovadoras, transformando nosso associado num formador de opinião e emissor de conteúdo”, avaliou.

Pesquisa revela credibilidade do trabalhador na filiação sindical

O diretor de comunicação da CUT Nacional, Roni Barbosa, revelou dados recentes de uma pesquisa realizada pela CUT/Vox Populi, dando conta que 75% dos entrevistados acham muito importante se filiar ao sindicato de sua categoria profissional e 57% acreditam que o sindicato tem representatividade e luta pelos direitos dos trabalhadores.  

A pesquisa revela ainda que 43% dos sócios sindicalizados querem que a diretoria se aproxime mais da base; 36% revelam que os sindicatos precisam melhorar as formas e ferramentas de comunicação e apenas 6% dizem que o sindicato precisa investir mais na estrutura de lazer.  Outro dado importante da pesquisa é que 70% dos entrevistados disseram que tomam conhecimento das notícias, de modo geral,  através do aparelho de celular, o que revela facilidade ao acesso.

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar