19 / 10
Banner
Ecléa Bosi é sepultada em São Paulo PDF Imprimir E-mail
Destaque
Ter, 11 de Julho de 2017 15:06

image largeSINPRO ABC  se solidariza aos familiares da professora Ecléa Bosi

Foi sepultada na manhã desta terça-feira (11), no cemitério São Paulo, em Pinheiros, o corpo da professora Ecléa Bosi. Ela faleceu nesta segunda (10), aos 80 anos, em consequência de um infarto.

Professora emérita do Instituto de Psicologia (IP) da USP, Ecléa dedicou sua carreira acadêmica à psicologia social e recebeu diversos prêmios e reconhecimentos por sua dedicação ao estudo sobre memória e sociedade, como o Prêmio Internacional Ars Latina e a láurea Loba Romana, que, segundo a USP, é "entregue a italianos e descendentes que se destacaram pela atuação social, econômica e cultural e contribuíram para o estreitamento das relações entre Brasil e Itália".

Em 2011, a professora Ecléa Bosi recebeu também o Prêmio Averroes pelo seu trabalho frente à Universidade Aberta à Terceira Idade, na qual atuou durante mais de 20 anos. Ecléa era casada com Alfredo Bosi, professor titular aposentado do curso de letras da USP, na área de literatura brasileira.

Dentre suas obras mais importantes destacam-se Memória e Sociedade, Cultura de Massa e Cultura Popular, Leituras de Operárias, Velhos Amigos, O Tempo Vivo da Memória e a antologia Simone Weil. Ecléa Bosi também traduziu autores como Leopardi, Ungaretti, Garcia Lorca e Rosalía de Castro.

O Sindicato dos Professores do ABC, por meio de sua diretoria e associados (as) se solidariza aos familiares e amigos pelo falecimento da docente e ressalta sua relevante contribuição para a psicologia social e de modo especial e particular pela sua atuação junto aos movimentos populares e operários.   

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar